16 Dicas para ajudar a vender mais livros

Atualmente, a criação de um e-book ou de um livro impresso sob demanda é relativamente fácil. A dificuldade está em obter visibilidade dentre os milhões de outros títulos publicados anualmente. Abaixo está uma lista de dicas básicas que ajudarão seu livro a se destacar.

1. Edição perfeita
Certifique-se de que o seu livro seja editado por profissionais e que não contenha erros. Não publique um livro, a menos que este tenha sido lido por um número de pessoas (no mínimo 2) em quem você confia para obter um feedback útil.

2. Capa convincente
A capa de um e-book com design profissional é essencial para despertar a atenção das pessoas. A capa também tem de ser nítida quando em miniatura (uns 150 px por 200 px). Evite usar texto em vermelho, uma vez que esta cor perde nitidez na tela.

3. Distribuição ampla
Através da Amazon, Saraiva Smashwords e outras livrarias online você pode distribuir seu e-book em todos os principais varejistas e atingir o maior público possível (gratuitamente ou a custo mínimo).

4. Formatos do livro
Verifique se o seu ebook está disponível nos três principais formatos eBook: ePub, Mobi e PDF. Considere também a criação de uma eventual versão impressa sob demanda. Nem todo mundo quer ler um e-book e outra vantagem de ter uma versão impressa é que o preço mais elevado deste livro impresso pode induzir as pessoas a pagar o preço mais baixo da versão e-book.

5. Sempre que possível utilize o seu próprio ISBN
O ISBN não é estritamente necessário para publicar um e-book para a Amazon, por exemplo. No entanto, um ISBN próprio vai te dar uma maior flexibilidade em seus esforços de distribuição e promoção.

6. Sinopse convincente
Certifique-se de que a descrição de seu livro é cativante para os potenciais leitores. Examine as descrições de livros de sucesso em seu gênero em busca de inspiração.

7. Escolha a categoria correta para seu livro
Certifique-se de que você tem uma boa compreensão da categoria específica sob a qual o título de seu livro se enquadra. Se você não tiver certeza, pesquise livros similares em sua categoria e selecione aquela mais adequada. Evite incluir seu livro em categorias gerais como “ficção”, “geral”. Seja o mais específico possível.



8. Escolha as palavras-chave cuidadosamente
Pense na Amazon como um grande mecanismo de busca: as pessoas procuram por itens por meio de palavras-chave. Portanto, escolha palavras-chave que você acha que refletem o conteúdo do seu livro, mas que também possam ser relevantes para os potenciais leitores do seu livro.

9. Estipule um preço de forma adequada
Para um autor desconhecido de ficção, o preço de R$5,99 para um e-book é um bom ponto de partida. Para livros de não-ficção o seu público está disposto a pagar mais. Por isso, você pode estipular um preço mais elevado. Experimente diferentes preços até alcançar um preço-ótimo.

10. Configure seu perfil de autor
Defina o seu perfil de autor na Central de Autores da Amazon (https://authorcentral.amazon.com). Ainda não há versão para o idioma português, mas o cadastro é intuitivo. Encontre seus livros na Amazon e coloque-os em seu perfil de autor. Clique em um link para um de seus livros na Central de Autores e você será capaz de editar e atualizar as descrições do seu livro (como, por exemplo, adicionar negrito ao texto) e acrescentar outros elementos. Adicione o máximo de detalhes possível.

11. Crie um site ou Blog
Você precisa de um lugar on-line para mostrar o seu e-book, sua biografia e seu trabalho como autor. Mas atenção: se você não está pensando em atualizar o seu site ou blog regularmente, então, não se incomode. O valor de um blog está fundamentalmente em seu conteúdo atualizado, no mínimo, uma vez por semana. Portanto, você precisa ter um plano de como vai usar essa presença na web.

12. Divulgue entre seus amigos e familiares
Isso pode parecer óbvio, mas informe a seus amigos, familiares, seus seguidores no Twitter, Facebook e LinkedIn sobre seu novo livro e forneça um link para onde eles podem comprar uma cópia.

13. Melhore a sua assinatura de email
Na sua assinatura de e-mail inclua algo do tipo: “Fulano de Tal. Autor de [título do livro] …” e forneça um link para onde o livro está disponível.

14. Obtenha resenhas
Peça a um amigo ou membro da família para resenhar o seu livro. Resenhas positivas impulsionam as vendas. Envie cópias gratuitas de seu livro para as pessoas que você acha que podem resenhar o seu livro. Se as resenhas forem legítimas, não há nada de errado com essa prática. Porém, se você quer resenhas mais “independentes” e “reais”, encontre um resenhador no site da Amazon e solicite uma resenha imparcial. Não é fácil, mas pode ser feito.

15. Disponibilize seu livro gratuitamente por um período
O programa Kindle Select da Amazon permite que você deixe o seu título gratuito por até 5 dias (para cada período de três meses). Este programa costumava ser uma boa maneira de promover inicialmente um livro. No entanto, a meu ver, ele perdeu muito de sua força e não estou convencido de que os benefícios superem os custos de promoção que exige 3 meses de exclusividade de vendas para a Amazon. Mas foi útil no passado e muitos autores ainda o utilizam. Então, pode valer a pena uma tentativa. Além disso, se você tem vários títulos, oferecer um desses títulos grátis pode, potencialmente, chamar a atenção das pessoas para seus outros livros.

16. Escreva outros livros
A experiência sugere que os autores com vários títulos vendem mais livros do que aqueles com apenas um único livro. O marketing de apenas um livro, de um autor desconhecido, é difícil. No entanto, se você tem vários títulos, há a oportunidade de fazer uma promoção cruzada de cada livro e tornar um livro chamariz para o segundo ou subsequentes.

Coisas a considerar cuidadosamente

Os seguintes elementos podem trazer bons resultados, mas o meu conselho é que você considere seriamente o seu retorno sobre o investimento (seja tempo ou dinheiro) antes de começar a implementá-los:

Blogging: existem muitas opiniões sobre o valor de começar um blog para ajudar a promover e divulgar um livro. Se, antes de seu livro ser publicado e se você não planeja publicar mais nada na sequência, e ainda não começou a blogar, então não se incomode de iniciar um blog. Blogs de sucesso são atualizados pelo menos uma vez por semana. Uma estratégia melhor do que começar seu próprio blog é procurar blogs populares (relacionados ao tema ou categoria do seu livro) e candidatar-se para escrever um artigo na condição de blogueiro convidado. Isso pode proporcionar um retorno muito maior.

Twitter: como os blogs, creio que o Twitter não é um lugar ideal para a auto-promoção. Você tem que criar conteúdo que as pessoas estejam interessadas. E leva tempo para criar uma sequência de conteúdo relevante e, como no caso dos blogs, um retorno sobre o investimento precisa ser considerado.

Anúncios no Google Adwords ou no Facebook: pagar por clique em anúncios para promover o seu livro pode ser uma boa maneira de obter tráfego. No entanto, você precisa analisar os números para ver se vale a pena. Se você está pagando R$20 por dia por um anúncio, para impulsionar as vendas de seu livro de R$5,99, então você precisa analisar quantos livros deve vender para obter lucro. Muitas vezes, o retorno sobre o investimento não vale a pena.

Todas estas dicas podem parecer muito óbvias e, até certo ponto, são. Mas a minha experiência é que os novos autores independentes muitas vezes estão tão ansiosos em ter seus e-books publicados, que se perdem e, depois, se perguntam por que não conseguem boas vendas.

Minha última dica é: só porque você pode publicar um e-book não significa que você deve. Escrever bem leva tempo. A simples publicação de um e-book é algo diferente de se tornar um escritor. Um escritor escreve constantemente.



Um comentário em “16 Dicas para ajudar a vender mais livros

Comente