Dicas: Conversão para Ebooks

Há muitos tutoriais e ferramentas para ajudar você a converter seu manuscrito ou livro impresso para um formato eletrônico ou e-book.

Mas aqui vão algumas dicas que você deve considerar quando fizer a conversão.

Algumas delas são erros a evitar e algumas são sinais de alerta. Preste atenção a estas sete recomendações e você vai proporcionar uma leitura de qualidade aos seus leitores.

1. Ative o menu “Ir” para os leitores. E-readers (como o Kindle) tem uma opção de menu que permite aos leitores saltarem para a Sumário ou Índice (TOC), a partir do livro e da capa. Já vi inúmeros eBooks onde essas opções estão desabilitadas ou indisponíveis. Isso é algo que deve ser ativado durante o processo de conversão.

2. Vincule o Sumário ou Índice (TOC). Certifique-se que os links do TOC estão funcionando para cada capítulo. Se isso não acontecer, tente identificar o qual o motivo do erro e converta o arquivo novamente. Folheando um livro impresso para encontrar capítulos não é tão ruim, mas é frustrantemente lento em um dispositivo de leitura móvel como o Kindle ou seus aplicativos.

3. Use imagens coloridas. Pode parecer desnecessário porque muitos dispositivos de leitura ainda são a preto e branco, mas não será sempre assim. Além disso, os livros também podem ser visualizados em dispositivos de cor, como smartphones e tablets. Se você tem as imagens em cores, use-as.

4. Use uma folha de estilo quando formatar seu manuscrito. Não só o arquivo converterá mais facilmente, como os seus leitores vão gostar. Aqui estão quatro erros comuns:

  • Usando a barra de espaço ou tabulações para recuar a primeira linha do parágrafo. Recuos devem ser definidos na folha de estilo
  • Não há fontes de fantasia. E-books não são como livros impressos. Normalmente, você está limitado a apenas um ou dois tipos de fontes e deve limitar-se ainda mais para apenas um par de tamanhos, por exemplo 14 ou 16 pt para títulos e 10 ou 11 pt para o texto.
  • Limite parágrafos ou linhas de retorno (a tecla Enter) para não mais que duas linhas consecutivas. Adicionando mais só irá irritar seus leitores, forçando-os a folhear as páginas em branco.
  • Comece cada capítulo em sua própria página.

5. Inclua links. Ao contrário de um livro impresso, os links para sites externos são características inerentes de aos dispositivos de leitura. Torne mais fácil para os leitores encontrar o seu site, descobrir outros livros e ler referências adicionais.

6. Esteja atento à amostragem. A grande vantagem de e-books é que o leitor pode ler uma amostra grátis antes de comprar. O objetivo como um autor é dar ao leitor uma visão suficiente do livro para que ele tome uma decisão de comprar ou não. Para ficção você deve capturar a atenção do leitor de modo a tentar limitar o assunto às páginas ocultas à amostragem. Isto é um pouco mais complicado com ebooks de não-ficção. Certifique-se que o Índice (TOC) é parte da amostra e, em seguida, pense que outros conteúdos vão incentivar a compra.

7. Para aqueles que estão convertendo livros impressos, retire o ISBN. Cada livro impresso tem um ISBN próprio e que não é o mesmo da edição e-book. Remova-o ou substitua-o por um ISBN específico para seu eBook. A Amazon não exige que você tenha um ISBN para seu ebook.

Boa sorte e lembre-se que a má qualidade de um e-book não só denigre a imagem do autor, mas de eBooks em geral.

Entre em contato se precisar de ajuda com o seu projeto de conversão de e-book.