ISBN

O número de livros impressos, bem como o número de eBooks publicados a cada ano está aumentando. Acompanhar os lançamentos de todos esses livros e ebooks não é fácil. Para facilitar o rastreamento de livros e ebooks, editores e autores usam o Internacional Standard Book Number (ISBN). A aplicação do ISBN ao mundo dos eBooks é comumente mal interpretada e, por isso, vamos tentar esclarecer a confusão.

Cada formato deve ter seu próprio ISBN

Segundo a Agência Internacional ISBN, cada formato de livro que você vende ou publica deve ter seu próprio ISBN. Isso significa que se você publicar um livro impresso e também no formato ebook, cada um desses formatos exigirá seu próprio ISBN. Além disso, já que a maioria dos eBooks requer pelo menos dois formatos (Kindle e ePub), então você também deve ter dois ISBN’s distintos para atribuir a cada um deles.

Mas não existe tal coisa como um “eISBN”, ou seja, um ISBN especial para ebooks. Todos os ISBN podem ser atribuídos a um ebook ou a um livro impresso, e não há nenhuma diferença quanto à configuração do número ou ao tipo. Observe também que embora a Amazon não exija que os arquivos que você lhes enviar tenham um ISBN, essa ainda é a melhor prática.

Comprar um ISBN é fácil

A compra de ISBN não é difícil de fazer.

Todos os ISBN no Brasil são registrados através da Biblioteca Nacional. Visite o site da Biblioteca Nacional e siga as instruções para adquirir o ISBN para seu ebook. Se você pretende publicar vários ebooks, então recomendo que você compre pelo menos um bloco de 10 para futuros projetos editoriais.



Comente