9 maneiras de auto-publicar um ebook

Qual é a melhor maneira de se produzir um ebook?

Na verdade, um ebook tem um formato simples, já que é basicamente um arquivo HTML com algum estilo CSS, muito parecido com uma página web. Existem vários programas que ajudam a formatar e converter ebooks, como por exemplo o Jutoh e o Scrivener.

Também existem processadores de texto, incluindo o tão amado e odiado Microsoft Word ou o gratuito Open Office, que você pode usar para produzir um arquivo pronto para converter em um ebook.

Aqui está um guia rápido de algumas das melhores ferramentas para você formatar e publicar seu ebook.

Microsoft Word

Amado e odiado, o Word é de longe o processador de texto mais utilizado no mundo. A Microsoft faz você comprar ou subscrever todo o pacote Office que inclui o Word, o PowerPoint e o Excel, entre outros programas que você pode nunca precisar usar. Existe uma vasta gama de diferentes opções e preços para o Office. Você já pode tê-lo instalado em seu computador ou pode obter uma versão relativamente barata na Amazon.

O Word não oferece serviços de e-books específicos, mas é muito fácil formatar um ebook para a conversão utilizando o Word. A melhor maneira é definir os estilos usando as folhas de estilo do Word e salvar o arquivo em formato doc ou docx.

Os estilos podem ser definidos a partir barra de ferramentas do Word localizada acima da tela de entrada principal. No nível mais simples, você só precisa definir um par de estilos: um para os títulos de capítulo e outro para o corpo do texto.

Uma das minhas configurações prediletas para ebooks é corpo do texto de 12pt Georgia, justificado, com espaçamento 1,5. Você pode definir tudo isso modificando o estilo normal na barra ferramentas do Word. Para títulos dos capítulos, modifique o estilo de “Título 1” para 18pt ou 24pt Georgia.

Para um ebook com uma aparência profissional, o parágrafo inicial de cada capítulo deve ser recuado, enquanto o resto do capítulo deve ser alinhado à margem esquerda. Não recue muito, pois você só precisa de cerca de três caracteres, aproximadamente: 0,5 cm está bom. Mantenha o estilo “Normal” como o padrão para abrir parágrafos e defina um novo estilo para os parágrafos recuados. Para definir um novo estilo, vá para o menu no topo da página e selecione Alterar Estilos.

Maneiras de autopublicar ebook

Não pense que o seu ebook será muito semelhante a como ele se parece na tela do Word. Na verdade seu ebook vai ser bastante diferente, ou seja, o que você vê não é o que terá. Mas uma vez que você tenha seu arquivo do Word convertido, então poderá baixá-lo e enviá-lo para o seu dispositivo de leitura de ebooks ou usar Kindle Viewer e verificar os resultados.

Ebooks fluídos são basicamente arquivos de HTML com folhas de estilo CSS que refluem para atender o dispositivo no qual estão sendo lidos.



Como converter um arquivo do Word para o formato ebook

A maneira mais simples para se converter um arquivo do Word para um ebook Kindle é enviá-lo diretamente para o Kindle Publishing para a conversão em um arquivo mobi. Se você tiver definido e aplicado os estilos corretamente, então você vai obter bons resultados. Porém, vai precisar para verificá-lo com cuidado para ver se está tudo certo.

Você pode verificar um arquivo usando o Kindle Viewer e/ou baixar o arquivo e:

  • enviá-lo para o seu Kindle usando o seu endereço de e-mail Kindle ou
  • transferi-lo através de um cabo USB.
Você também pode usar um serviço de conversão como o Draft2digital. Você nem tem que vender o seu ebook através do Draft2digital, embora eles oferecem um bom serviço. Você pode apenas carregar o seu arquivo doc, docx ou rtf do Word e fazer o download do arquivo mobi já convertido.

 

Com o Draft2digital você não precisa fornecer itens como página de título e página de direitos autorais, porque eles podem ser gerados automaticamente com a ferramenta de layout do site, embora, geralmente esta seja a melhor opção para definir suas próprias páginas de informação.

Você também pode usar Calibre ou Sigil (veja abaixo) para fazer uma conversão relativamente simples a partir do seu arquivo do Word para formato ePUB. Mas lembre-se: os resultados podem variar.

Open Office

A grande coisa sobre o Open Office é que é grátis. É uma excelente alternativa para o Word e tem uma vasta gama de opções para a produção de PDFs se você deseja publicar um livro impresso.

O Open Office é um software de código aberto que vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos 20 anos. Ele não apenas funcionam bem, mas o considero mais fácil de usar do que o muitas vezes confuso Microsoft Word. Os estilos podem ser definidos a partir do painel existente no lado direito da janela de entrada, mas você também pode usar Format >> Styles a partir do menu drop-down superior para definir ou modificar seus estilos. É muito parecido com o Word.

Open Office

A captura de tela acima mostra um texto de exemplo (Apache Open Office 4.1) composto no Open Office com um título de capítulo de 24 pt Georgia centrado com espaço 24 pt, com o corpo do texto de 12pt Georgia e espaçamento 1,5. O Open Office usa seu próprio formato de arquivo (odt) como um padrão. Mas, usando File/Save As, você pode salvar um arquivo como um arquivo doc ou rtf para fazer o upload para uma livraria online para realizar a conversão para ebook.

Existe uma extensão para o Open Office, chamada Writer2ePub que pode criar um arquivo ePUB. Eu nunca usei essa extensão, mas foi atualizada em 2014 e teve mais de 142 mil downloads.

Libre Office

Este é um desdobramento do Open Office e também é gratuito. Porém, oferece suporte para uma ampla gama de formatos de arquivo, o que é particularmente útil se você deseja importar qualquer trabalho em formatos já depreciados, como o WordPro. Tem uso muito semelhante ao Open Office.

Scrivener

O Scrivener é um dos meus programas favoritos e se tornou um programa muito popular para escritores. Ele tem uma abordagem diferente de muitos processadores de texto e pode ser confuso no início. Mas uma vez que você aprenda a usá-lo, é o Scrivener é um excelente software.

O Scrivener oferece um manual em PDF que cobre todos os aspectos de como usar o programa e existem vários manuais escritos por usuários (basta buscar no Google). O software pode criar arquivos ePUB e mobi, além de uma ampla gama de formatos, incluindo PDF, Word, Open Office, RTF, HTML. É uma solução completa para autores independentes, pois com ele você pode escrever o seu livro e já convertê-lo no mesmo programa.

Você também pode importar arquivos em Scrivener de outros processadores de texto. O Scrivener está disponível para Windows e Mac.

Jutoh

Jutoh é um outro excelente software para a produção de ebooks.

jutoh

 

Tem preços variando entre US$39,00 e US$80,00, multi-plataforma em Windows, Mac e Linux. Você pode até carregar as diferentes versões do programa em um cartão de memória e executá-lo em todas as plataformas, sem custo adicional (algo que você definitivamente não vai conseguir com o Word). Você pode produzir qualquer tipo de ebook usando o Jutoh, isto inclui ebooks fluídos, os totalmente ilustrados e ebooks de layout fixo. É o máximo.

O Jutoh é um programa bastante simples de usar e definir estilos é a chave para o sucesso. Você pode gerar tabelas de conteúdos e ajustá-las às suas próprias necessidades. O suporte para o programa é excelente. Além de uma extensa seção FAQ no site, há também um Manual de Ajuda do programa, além de um excelente guia gratuito em inglês à venda na Amazon.com.

O Jutoh não é exatamente um processador de texto, mas muitos autores escrevem e publicam seus ebooks diretamente nele. Você pode, no entanto, preferir usar um processador de texto, como o Open Office para escrever seu livro e depois importar o arquivo para o Jutoh para realizar a formatação. O programa é rápido e estável e cria arquivos mobi e ePUB, além de uma série de outros formatos, incluindo ODT do Open Office, para que você possa exportar um arquivo de texto do seu ebook.

InDesign

O Adobe InDesign é o grande software do mercado para a produção de publicações impressas, mas nunca o utilizei para criar ebooks. Ele opera sobre uma política de subscrição: você tem que pagar cerca de US$20,00 por mês para usá-lo. Prefiro, o custo de investimento do Jutoh para usá-lo sempre em qualquer plataforma que desejar. Além disso, o InDesign só gera arquivos ePUB. Você poderá converter o arquivo ePUB para mobi usando uma ferramenta como o Calibre, mas acho que é um pouco ridículo que pequenas empresas (como as produtoras do Scrivener e Jutoh), sejam capazes de vender softwares que criam arquivos ePUB e mobi enquanto a gigante Adobe permaneça presa ao epub.

A grande vantagem do InDesign é ser capaz de produzir ebooks no formato ePUB de layout fixo com algum tipo de interatividade. Se você estiver interessado em produzir este tipo de livro, incluindo ebooks infantis, ebooks de receitas, etc (especialmente para vender na loja iBooks, da Apple), então, o InDesign é o que você precisa. O programa também produz PDF’s de qualidade se você estiver publicando livros impressos.

Calibre

O Calibre é um software livre que existe desde 2006, como um conversor de formatos de ebooks e vem sendo desenvolvido ao longo dos anos.

Calibre Autopublicação de ebooks

 

Ele é muito popular entre autores e leitores e, agora, possui um editor de ebook, bem como a capacidade de gestão de bibliotecas, conversão e visualização de ebooks.

O Calibre é um ótimo programa para a conversão de formatos, mas não para edição ou criação de ebooks.

Sigil

O Sigil é um editor de código aberto para o formato ePUB. O programa ficou um período sem ser atualizado parecia ter sido o fim. Mas, em novembro de 2014, o Sigil foi atualizado e pode ser baixado no Github.

Este programa é de grande valor e é bastante um poderoso para quem cria e desenvolve ebooks. Porém os links para o manual e os tutoriais parecem estar quebrados. Por isso, embora o programa seja bastante intuitivo, você vai ter que buscar na internet, se você precisar de apoio ou suporte. Se você tem intimidade com HTML e CSS, então o Sigil pode ser uma boa escolha já que você pode trabalhar no código fonte de seu ebook. Mas você ainda vai precisar usar o Calibre se quiser um arquivo mobi, pois o Sigil somente gera arquivos ePUB.

PressBooks

PressBooks é uma plataforma online onde você pode fazer o upload de arquivos, formatá-los para ebooks, imprimir e publicar na web. Para usar o PressBooks você tem duas opções:

  • gratuita: com limitações de uso;
  • pagar uma taxa por cada livro.

Autopublicação com o Pressbooks

A taxa mínima é de US$19,99 por livro para produzir versões ePUB e mobi com até 25MB, com inclusão de marca d’água da empresa. O valor pode chegar a US$350,00 para outras opções. A meu ver o custo é alto, a menos que você só queira produzir um único livro. Do contrário, é muito mais barato usar o Scrivener, o Jutoh ou mesmo o InDesign.

Por outro lado, o PressBooks oferece uma boa variedade de modelos, o que pode valer o preço, já que modelos decentes de ebooks podem custar muito mais para serem criados por agências ou designers. Sendo assim, parece caro, mas é um trabalho meticuloso produzir tanto um livro impresso como um ebook, pois são formatos muito diferentes. Há um guia do usuário à disposição e uma série de tutoriais em vídeo, de modo que o software tem bom suporte.

O serviço é particularmente bom para os usuários do WordPress que querem publicar livros usando posts de seus blogs, pois o PressBooks possui a capacidade de importar arquivos XML diretamente do WordPress.

O próprio PressBooks é construído sobre uma estrutura WordPress e o recurso de importação pode utilizar o recurso Ferramentas/Export do WP para escolher as postagens a importar para um livro, poupando aos blogueiros uma enorme quantidade de tempo. Há também um plugin do Pressbook disponível para WordPress, embora isso exija uma nova instalação do WP para Multiusuários.

Outros programas

Talvez você também queira considerar essas opções:

Vellum

O Vellum é um aplicativo exclusivo para Mac. Parece ser um programa fantástico para produzir ebooks, mas o grande problema é que ele custa US$49,00 por ebook. Você pode pagar US$299,00 para ter uso ilimitado, mas se compararmos esse valor com os US$49,00 do Scrivener ou os US$29,00 do Jutoh, então, não parece ser um bom negócio.

Ulysses III

O Ulysses III é outro aplicativo exclusivo para Mac. É realmente um processador de texto baseado em “Markup” com um preço de US$44,99. Se você gosta de marcação e interfaces simples e elegantes, então é o Ulysses III é um ótimo programa, embora você só possa produzir arquivos ePUB, pois não há suporte para mobi.

Se você está confuso com a palavra “Markup”, então provavelmente o Ulysses III não é para você.

Pages for Mac

Como você pode imaginar a partir do título, este é um outro aplicativo exclusivo para Mac. A versão mais recente do programa provocou protestos de alguns usuários que dizem que alguns recursos foram removidos. É possível produzir fácil e relativamente ebooks ePUB’s e o programa visa publicações para para uso na loja iBooks.



Resumo
9 maneiras de auto-publicar um ebook
Título do Artigo
9 maneiras de auto-publicar um ebook
Descrição
Qual é a melhor maneira de se produzir um ebook? Na verdade, um ebook tem um formato simples, já que é basicamente um arquivo HTML com algum estilo CSS, muito parecido com uma página web. Existem vários programas que ajudam a formatar e converter ebooks, como por exemplo o Jutoh e o Scrivener.
Autor

Comente