Princípios para formatação de eBooks

Uma boa formatação de ebook não deve ser notada pelo leitor-usuário. Neste post, vou discutir três princípios de formatação que podem ajudar você a organizar a experiência de leitura.

Nota: tenha em mente que algumas das ideias apresentadas aqui podem fazer mais sentido para ebooks em PDF e de layout fixo, onde o autor tem mais controle sobre o layout.

Características de uma boa formatação

Seja consistente

Se você estiver escrevendo um ebook de não-ficção que contém grande quantidade de títulos, seções e subseções, você vai precisar ajudar o seu leitor a navegar através do conteúdo de uma maneira lógica. Títulos e subtítulos podem servir como sinais auxiliares de leitura, ajudando os leitores a assimilar ideias complexas.

Muitas vezes faz sentido definir seus títulos em uma fonte diferente para fazê-los se destacar no corpo do texto. Não há problema em usar até três ou quatro estilos de título para este fim, mas não use três ou quatro fontes diferentes. Por exemplo, considere estas escolhas de estilo:

Corpo do texto: Times New Roman 12
Títulos de capítulos: Arial 13, centralizados
Títulos de seção: Arial 11, justificados à esquerda
Subtítulo: Arial 11, em itálico, com tabulação

Dica: certifique-se de empregar seus estilos de título de forma consistente para que uma subseção sempre tenha o mesmo tipo de letra e estilo, por exemplo. O mesmo se aplica aos títulos em tabelas. Escolha um tipo de letra para os títulos e uma fonte de contraste para o texto em cada célula. Certifique-se de empregar o estilo escolhido para todas as tabelas.

O que e o que não fazer

O que fazerO que NÃO fazer
– use espaços em branco– não use muitas fontes no corpo do ebook
– use listas– não sobrecarregue o ebook com estilos
– tenha em mente a usabilidade– não insira mídia em demasia
– cada estilo deve ter uma função relevante– não use fonte pouco comum

 

Seja navegável

As opções de formatação devem ser estabelecidas sempre com o leitor em mente. Se você estiver escrevendo um ebook de não-ficção, você vai desejar que a formatação ajude o leitor e facilite a navegação através do texto.

Aqui estão algumas maneiras de fazer isso:

  • Ao invés de escrever uma longa lista de itens em forma de parágrafo, prefira inserir listas numeradas ou com marcadores. Isso introduz espaços em branco e dão aos leitores a chance de descansar os olhos;
  • Além disso, não subestime o poder de uma nova linha. Uma linha extra de espaço em branco entre as seções pode dar uma pausa aos olhos dos leitores. Contudo, não aplique mais de uma linha extra. Se o fizer, isso pode criar uma “página” em branco nos dispositivos de leitura com telas pequenas, o que fará com que seus leitores tenham que tocar na tela desnecessariamente;
  • Você também vai precisar tomar uma decisão sobre como vai separar parágrafos. Geralmente, há duas opções: estilo em bloco (com uma linha de espaço em branco entre os parágrafos) ou um recuo de primeira linha (com nenhuma linha de espaço em branco entre os parágrafos). Se você optar pela última, então recomendo que o espaço recuado tenha a largura de 1em (ou seja, a largura da letra “m” em sua fonte escolhida).
Dica: textos de não-ficção podem ser densos, com muitas informações. Use o espaço em branco estrategicamente, para dar ao leitor algum alívio entre tantas palavras.

Inclua uma utilização sensata dos recursos visuais

Alguma vez você já tentou aprender algo, como tricô, a partir de um tutorial da Internet que consistia inteiramente de parágrafos e parágrafos de palavras e mais palavras? Talvez você tenha tentado navegar para longe depois ler o primeiro parágrafo, para encontrar outro tutorial com imagens, gráficos ou vídeos?

Às vezes faz sentido usar outras mídias em vez de palavras para comunicar um conceito para o leitor. Se você estiver escrevendo um ebook do tipo tutorial, pense sobre como você pode usar recursos visuais (como fotos, gráficos e tabelas) para facilitar a carga de leitura do leitor.

Muitas pessoas têm câmeras digitais hoje em dia. Você pode criar algumas fotos bastante decentes que tenham boa representação em um meio digital.

Contudo, não ceda à tentação de encher o seu ebook com imagens em uma tentativa de dar aos leitores uma alternativa ao texto. As imagens devem adicionar ou traduzir o que você já discutiu no texto. Verifique se você tem uma boa razão para a inserção de recursos visuais e tenha certeza de que suas razões são baseadas em melhorar a experiência dos leitores.

Dica: pergunte a si mesmo se uma seção de texto funcionaria melhor com a inclusão de uma mídia qualquer. Lembre-se de fornecer uma legenda para as fotos e formatar todas elas de forma consistente. Sugiro ainda que insiram as mídias em linha e não ao lado umas das outras, de modo que quando o leitor ajustar o tamanho da fonte (fazendo com que o texto flua) não haja qualquer problema com a colocação da mídia.


Comente