Entrevista com o autor: Rafael Coelho

Você largaria seu emprego em uma multinacional para estudar em uma universidade que ainda nem existia? E se esta universidade estivesse localizada na Arábia Saudita?

Pois é… foi o que o autor Rafael Coelho fez: mudou-se para o Oriente Médio. Agora descreve de forma divertida e minuciosa, neste livro digital (Arábia, a incrível história de um brasileiro no Oriente Médio), sua jornada (sob a perspectiva de um jovem de vinte e poucos anos).ebook Arábia de Rafael Coelho

1. Conte-nos algo sobre o seu livro. Do que se trata?
O livro conta a minha história de como fui parar na primeira turma de uma universidade na Arábia Saudita. O nosso objetivo com o Arábia: A Incrível História de Um Brasileiro no Oriente Médio é quebrar paradigmas sobre a cultura árabe.
Em vez de escrever um livro didático, explicando sobre a economia, os costumes e a religião do lugar, a gente preferiu usar a minha história como pano de fundo para mostrar um pouco mais de como os árabes da nossa idade vivem.
O livro também passa uma mensagem inspiradora aos jovens, no sentido de que devem se arriscar mais na vida e olhar, sem preconceitos, as oportunidades que à primeira vista parecem bizarras.

2) O que o levou a escrever este livro em particular?
Fiz parte da turma inaugural de uma universidade da Arábia Saudita onde fui fazer mestrado. Um dia fui convidado para escrever um relato no blog http://mundoraiam.com/ sobre essa experiência.
O post foi um sucesso! Recebi centenas de e-mails de pessoas que gostaram da história. Afinal, não é nada comum alguém ir estudar na Arábia Saudita. Devido ao sucesso, o Raiam Santos, dono do blog e escritor de sucesso na Amazon, sugeriu que transformássemos aquele post em livro.
Fiquei um pouco receoso devido ao excesso de exposição. No entanto, o que me fez seguir em frente foram os e-mails de jovens me agradecendo e contando que a minha história os havia inspirado a sair da zona de conforto. Então, decidi compartilhar essa “aventura” de forma mais detalhada para um público mais amplo.

3) Qual é o seu regime de escrita ou composição?
Não sou escritor, tentei passar esse relato de uma forma simples e objetiva.

4) Quais são suas maiores influências de escrita?
Eu gosto de uma escrita simples e informal. Aquela que dá a impressão de que o autor conversa com o leitor, tornando a narrativa bem leve. Gosto bastante dos livros do próprio Raiam e de um jornalista esportivo, Rica Perrone, que adotam esse tipo de linguagem.

5) Como você chegou à auto-publicação na Amazon? Você tentou publicar seu livro tradicionalmente?
O Raiam Santos me ajudou em todo processo. Ele já é um autor de sucesso na Amazon e fez justamente o caminho inverso: começou com os e-books e agora está indo para o mercado impresso. Logo, desde o início o projeto foi começar na Amazon.

6) Satisfeito com a Amazon?
Sim. A ferramenta é bem intuitiva e fácil de usar.

7) Você pensa em auto-publicar outro ebook na Amazon?
No momento não. No entanto, esse livro me mostrou como é simples publicar um e-book na Amazon. No futuro se eu escrever um livro na minha área (mercado financeiro), com certeza será por onde irei lança-lo.

8) Quais conselhos para quem quer se aventurar na auto-publicação?
É muito mais fácil publicar um e-book do que parece! A Amazon é uma excelente forma, rápida e barata, de testar seu livro. Usei também bastante as dicas do comopublicarebooksnaamazon.com para definir o preço e formas de divulgação.

9) Qual é o próximo passo no seu horizonte como um autor independente?
Se continuar o sucesso do e-book na Amazon, devemos lançar uma versão estendida impressa.

Detalhes do ebook:

Formato: ebook Kindle
Número de páginas: 155 páginas
Vendido por: Amazon
Idioma: Português

Comente