Custos for eBooks na luta contra os piratas

(Last Updated On: 24 de maio de 2017)

E se houvesse uma maneira de lutar contra violação de direitos autorais e, ao mesmo tempo, se livrar das restrições de DRM que impedem que os leitores usem seus aplicativos de leitura favoritos?

Não sabe o que é DRM? Leia: Gestão de Direitos Autorais
.

Esse é o objetivo por trás da nova plataforma Custos for eBooks, que integra recompensas em Bitcoin com marcas d’água digitais visando recompensar as pessoas por denunciarem ebooks piratas.

A ideia é que, quando alguém encontrar um ebook pirateado, essa pessoa possa extrair a recompensa através da ferramenta de extração.

Essas pessoas são, então, recompensadas com um valor em Bitcoins. E, ao mesmo tempo, o editor ou autor recebe uma notificação de onde o livro pirateado apareceu e qual pessoa originalmente o comprou.

Bitcoin é uma moeda virtual criada por Satoshi Nakamoto em 2009. É também um sistema de pagamento online baseado em protocolo de código aberto independente chamado de “sistema eletrônico de pagamento peer to peer.

Como funciona o Custos for eBooks

  • Marcas de água imperceptíveis (que não afetam os usuários honestos) são incorporadas dentro dos arquivos do ebook;
  • As marcas d’água contêm uma recompensa que é uma chave privada Bitcoin que dá acesso a uma carteira;
  • Qualquer pessoa com a ferramenta de extração gratuita disponível pode decodificar a marca d’água e reivindicar a recompensa;
  • O Bitcoin permite que o “caçador de recompensas” reivindique a recompensa instantânea e anonimamente, de qualquer lugar no mundo;
  • O editor ou autor é imediatamente alertado no momento em que a recompensa é reivindicada e o infrator (quem disponibilizou o ebook online de forma ilegal) é identificado;
  • Isso afeta a economia da pirataria ao mirar nos usuários de upload em vez dos usuários de download, transformando esses usuários em uma rede de detecção.

A Custos for eBooks difere do modelo tradicional de “DRM rígido”. Ela incorpora recompensas em Bitcoins em formatos de arquivo aberto em vez de exigir o uso de formatos proprietários e aplicações de visualização.

Como eu disse, essas recompensas podem ser reivindicadas instantaneamente de qualquer lugar do mundo por uma rede de “caçadores de recompensas” usando uma ferramenta de extração gratuita.

Isso não só significa que será possível detectar a pirataria mais rápido e mais profundamente, mas também semear a desconfiança dentro das comunidades de pirataria, efetivamente colocando os piratas uns contra os outros“, diz Fred Lutz, COO da Custos for eBooks.

Além disso, a plataforma também serve como um complemento valioso para abordagens do tipo “DRM soft”, como DRM social, fornecendo um meio mais robusto de monitoramento e detecção de infrações ao direito autoral.

Na minha opinião, o Custos for eBooks pode até não se revelar muito eficaz na luta contra a pirataria do DRM restritivo. Mas, mesmo assim, permitirá que os leitores comuns leiam seus ebooks como e onde quiserem (sem ter que hackeá-los), Isso ainda será uma coisa boa.




Comente