Amazon processa autores por violações do KDP

Alegando violações dos termos e condições do KDP (Kindle Direct Publishing), a Amazon abriu processos judiciais contra cinco pessoas que ofereciam serviços a autores e editores do KDP, com o objetivo de ajudá-los a manipular a plataforma de leitura da Amazon e, assim, obter ganhos financeiros.

A Amazon está exigindo reparações financeiras, rescisão de conta e, em alguns casos, danos morais.

O KDP é a plataforma de auto-publicação da Amazon e as violações dos termos do KDP são regidas por um tipo de arbitragem privada. As queixas da Amazon foram submetidas à American Arbitration Association para uma decisão.

A Amazon alega que cinco pessoas usaram uma série de estratégias proibidas para manipular as críticas e avaliações dos clientes e, assim, conseguiram aumentar as vendas e royalties.




Segundo a Amazon, um dos acusados manipulou o programa Kindle Unlimited de páginas lidas. O Unlimited é um sistema que rastreia o número de páginas lidas em ebooks. A Amazon alega que o acusado entrou em contato com os autores do KDP oferecendo um esquema para “usar centenas de contas da Amazon para aumentar, artificialmente, os números de páginas lidas do autor”, em troca de um percentual de 40% da receita.

A Amazon está pedindo reparação por danos morais em um valor a ser determinado durante a arbitragem. A Amazon também está tentando impedir permanentemente os infratores de usarem o KDP.

A Amazon também cita a empresa Hydra Enterprises. Entre outras violações, a Amazon alega que a Hydra criou “avaliações falsas” para os 12 ebooks de seus clientes. Dos 956 comentários enviados para os 12 ebooks, a Amazon identificou que 769 eram “abusivos” ou falsos e, por isso, foram removidos. Apesar desta ação, a Amazon está alegando que a prática não parou.

Um porta-voz da Amazon disse que apenas “uma pequena minoria de autores e editores do KDP está envolvida nesta atividade fraudulenta. Nossas ações refletem mais um passo em nossos esforços para proteger leitores e autores de indivíduos que violam nossos termos de serviço e manipulam leitores e autores dos programas KDP“.

Resumo
Amazon processa autores por violações do KDP
Título do Artigo
Amazon processa autores por violações do KDP
Descrição
A Amazon abriu processos judiciais contra cinco pessoas que ofereciam serviços a autores e editores do KDP, com o objetivo de ajudá-los a manipular a plataforma de leitura da Amazon e, assim, obter ganhos financeiros.
Autor
Nome do editor
Como Publicar eBooks na Amazon

Comente